Jundiaí entra para edital do trem-bala

Avatar do usuário

Autor do tópico
André Vasconcellos
MODERADOR RJ
Mensagens: 2063
Registrado em: 14 Jun 2008, 19:59
Localização: Rio de Janeiro,RJ.

Jundiaí entra para edital do trem-bala

Mensagem não lida por André Vasconcellos » 13 Jul 2010, 23:18

Cidade é uma das opções para a instalação de uma estação; o leilão que definirá a empresa será no dia 16 de dezembro

Jundiaí entrou para o edital do TAV (Trem de Alta Velocidade) como uma das cidades opcionais para receber uma estação do transporte que é conhecido como trem-bala e que ligará o Rio de Janeiro a São Paulo e Campinas, conforme divulgou o governo federal nesta terça-feira.

A notícia agrega aos investimentos anunciados pela Prefeitura de Jundiaí, a menos de um mês, referente a parceria feita com a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) para a realização de estudos que visam a implantação do VLT (Veículo Leve sobre Trilho) que ligará Campo Limpo Paulista a Jundiaí.Os estudos serão financiados pelo Fundo Francês para o Meio Ambiente.

Em nome do prefeito Miguel Haddad (PSDB), o secretário de Comunicação Social, Carmelo Paoletti Neto, disse que é natural que Jundiaí seja incluída no projeto.“Sem contar que é totalmente favorável ter um transporte que regule a integração entre as cidades.”O deputado estadual Pedro Bigardi (PCdoB) que coordena a Frenlog (Frente Parlamentar de Logística de Transportes e Armazenagem) afirmou que o próximo passo é fazer uma gestão com o governo federal para que Jundiaí recebe, realmente, uma estação do TAV.

Com o retorno do recesso, a ideia do deputado é convencer os outros deputados da assembleia da importância que a cidade tem para o projeto. “E após isso, elaborar um documento para enviar a Brasília.”

Segundo Bigardi, Jundiaí está localizada entre duas regiões centrais que é São Paulo e Campinas e com muitas empresas de grande porte. Uma das questões que também será abordada pela Frenlog, é o trajeto do TAV. De acordo com o deputado, o projeto inicial previa a interferência no bairro do Varjão e em um grande bairro de Caieiras.“O objetivo é mudar o trajeto para que não precise ter desapropriações e transtornos, afinal, o TAV seria um ganho para as cidades da região.”

Logística
Enquanto Jundiaí entra para o edital, a Célula de Logística do Ciesp promove o 4º Encontro do Seminário de Logística hoje, às 18h, para discutir as perspectivas do transporte ferroviário de cargas na região.

Segundo o coordenador da célula, Gilson Pichioli, a ferrovia ocupa, novamente, espaço estratégico na logística de transporte do Estado de São Paulo.“Com uma estação do TAV na cidade, só tende a melhorar o transporte em geral”, afirmou. “Devido a instalação de grandes empresas em Jundiaí, o número de empresários que precisam morar ou se deslocar até aqui é muito grande, ou seja, temos um potencial alto de passageiros.”

Obra deve acabar em 2016, diz Lula
Além de Jundiaí, a cidade de Resende (RJ) também está como opção. Serão obrigatórias estações na cidade do Rio de Janeiro, no aeroporto do Galeão, em Aparecida, em Guarulhos, no centro de São Paulo (Campo de Marte), em Viracopos e em Campinas.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) estima a criação de 72 mil empregos diretos e indiretos.No lançamento do edital, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não poupou a chance de fazer palanque e creditou à candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, o sucesso do trabalho. “A verdade é que a companheira assumiu a responsabilidade de fazer esse TAV.”

O leilão que definirá a empresa ou consórcio que será responsável pela construção do trem-bala será 16 de dezembro. Vence quem oferecer a menor tarifa. O preço inicial será de R$ 199,73 e valor máximo de R$ 0,49 por quilômetro.O edital prevê a participação do BNDES no financiamento de 60,3% da obra, o que irá representar R$ 19,9 bilhões do banco, do total de R$ 33,1 bilhões previstos para o projeto. Lula afirmou ser “possível inaugurar as obras até 2016” para as Olimpíadas do Rio.

Trechos podem ficar prontos até 2014
O trem de alta velocidade poderá ter alguns trechos prontos até a Copa do Mundo de Futebol de 2014, que será realizada no Brasil.

Segundo o presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, o vencedor do leilão poderá construir o trem em etapas.“O investidor pode, com sua estratégia de construção, construir em etapas, mas estamos dando prioridade para a construção do projeto como um todo.”

O prazo máximo para finalizar o empreendimento é de seis anos. Segundo Figueiredo, investidores já sinalizaram que podem concluir o projeto em quatro ou cinco anos, ou seja, antes dos Jogos Olímpicos de 2016, que também serão sediados no Brasil. O trem-bala deve começar a ser construído no final do ano que vem.Pelas estimativas, o trecho entre a cidade do Rio de Janeiro e a capital de São Paulo poderá ser feito em uma hora e 33 minutos.

http://www.redebomdia.com.br/Noticias/D ... +trem-bala
O amor nos conecta...

Droga, estou offline!

Avatar do usuário

Erick_UT440R
MEMBRO PLENO
Mensagens: 640
Registrado em: 01 Jan 2009, 12:16
Localização: São Paulo, SP
Contact:

Re: Jundiaí entra para edital do trem-bala

Mensagem não lida por Erick_UT440R » 31 Ago 2010, 16:50

^^ Agora virou palhaçada... :WK:

Que tal fazer um ramal do TAV para Osasco??? Ou melhor, um ramal do TAV para Rio Grande da Serra? :ttn:
Avatar: Trem Cobrasma/Francorail/Société MTE da Companhia do Metropolitano de São Paulo, composição C-311 no PIT (Páteo Itaquera).

Responder Exibir tópico anteriorExibir próximo tópico

Voltar para “PROPOSTA (BRASIL) - TAV SP-RJ”