"'Trem-bala é viável, não tem improviso'"


Autor do tópico
Isaias
Usuário Jr.
Mensagens: 268
Registrado em: 17 Mai 2010, 21:30

"'Trem-bala é viável, não tem improviso'"

Mensagem não lida por Isaias » 16 Nov 2010, 13:19

O superintendente da Área de Estruturação de Projetos do BNDES, Henrique da Costa Pinto, acumulou, em dois anos, mais de 500 gigabytes em relatórios, planilhas, mapas e até estudos geológicos. Tudo para subsidiar o edital do leilão de concessão do Trem de Alta Velocidade (TAV) que ligará Campinas, São Paulo e Rio, marcado para 16 de dezembro.

Defendido pela presidente eleita Dilma Rousseff, o projeto estimado em R$ 33 bilhões terá crédito de R$ 20 bilhões do BNDES, garantia do Tesouro e subsídio em caso de demanda frustrada. Em entrevista ao Estado, Henrique diz que o modelo de financiamento minimiza riscos para elevar a competição no leilão. Para ele, não há dúvidas que o TAV terá demanda suficiente para não deixar a conta bilionária para o contribuinte.

Por que um trem-bala para ligar Rio e São Paulo?

O trecho tem alta densidade populacional e distância ideal para esse tipo de projeto. Há gargalos nos aeroportos e sinais de saturação na Via Dutra. Se compararmos com outras soluções no mundo, é a melhor saída. Esse conceito não surgiu aqui. Há estudos com a mesma conclusão desde a década de 80.

Há a impressão de que o governo cismou com um trem-bala e depois foi verificar a viabilidade. Foi o contrário?

Há um problema real de transporte nessa região, que é muito densa. Não é porque a gente quer fazer trem-bala. Tenho a impressão que o brasileiro acha que a gente não é capaz ou não merece. É um problema psicológico, nem meus amigos acreditam. O projeto é sério, viável, foi muito estudado. Não tem nada de improviso. Houve resistência nos países que fizeram. Quando vê que funciona, todo mundo quer mais. Aqui não será diferente.

Há quem considere a previsão de 90 mil passageiros por dia superestimada.

Muita gente fala, mas não avalia o caso específico. Usamos um modelo complexo, com mapas por microrregiões e mais de 17 mil entrevistas em aeroportos, rodoviárias e praças de pedágio. Visitamos todos os países que têm. O estudo foi feito com dados de 2008, quando Viracopos ainda não tinha crescido tanto. Esse é um dos pontos que indicam que a projeção pode subir.

A passagem a R$ 199 é realista para a viabilidade econômica?

Esse é o preço que otimiza o sistema, mas o modelo é dinâmico. A ponte aérea não vai acabar e vai ter competição. O teto do TAV será R$ 199, na classe econômica, mas poderá ser mais agressivo com o avião, dando descontos em horários ou compensando nos 40% da capacidade que ele pode ter como classe executiva. Será muito bom para o consumidor.

Se a atratividade econômica é grande, por que agregar garantia e possível subsídio de R$ 5 bilhões do Tesouro ao financiamento de 30 anos?

Precisávamos dar condições para atrair grupos experientes, que são poucos no mundo. Eles precisam de garantias para atrair investidores para os consórcios.

Optou-se então por ultrapassar o limite de financiamento do BNDES e dar as garantias do Tesouro apenas para aumentar a concorrência no leilão?

É a realidade do País. Precisa de longo prazo e, por enquanto, só o BNDES tem feito.

A inclusão do subsídio em caso de demanda frustrada, não sinaliza, que o próprio governo tem dúvidas?

Ao contrário. O risco de construção e de demanda é do empreendedor. O que fizemos foi mitigar uma parte desse risco, no início da operação. Os grupos já fizeram seus estudos de demanda e me surpreenderia se tiverem alguma dúvida que não vão precisar do subsídio. Mas foi muito importante.

O contribuinte não corre o risco de pagar a conta se o TAV for malsucedido?

Não vai pagar. Não estamos transferindo o risco para o Tesouro. O que se faz nessa hipótese é uma renegociação, alonga o prazo. O dinheiro volta.

As duas metrópoles que o TAV vai ligar têm graves problemas de transporte. Não seria melhor investir esses bilhões em metrô?

O TAV é uma necessidade tão importante quanto qualquer outra. E não precisamos de uma escolha de Sofia. Da forma como foi modelado, não vai concorrer com os recursos orçamentários de projetos como metrô. Ao contrário, vai ajudar a desenvolver uma indústria compatível com a de metrô, é tudo elétrico. Hoje, a concentração em Rio e São Paulo traz um problema crônico de transporte.

Se pensarmos no vetor de descentralização urbana do TAV, ajuda também nessa questão, que é um problema atual e futuro.

Avatar do usuário

Correia431M
MEMBRO MILLENIUM - SENIOR
Mensagens: 1063
Registrado em: 14 Set 2008, 01:10
Localização: Vila Matilde - Linha 3 Vermelha
Contact:

Re: "'Trem-bala é viável, não tem improviso'"

Mensagem não lida por Correia431M » 16 Nov 2010, 18:30

No final das contas a Ponte Aérea, continuará sendo a solução mais rápida (quiçá, um pouco mais em conta), em comparação com o TAV.

Duvido que esse tal trem bala, consiga fazer um deslocamento, mais rápido que o avião.
***Dom Moreira 1178***

Instagram: @dommoreira1178
Twitter: @DomMoreira1178

Avatar do usuário

Rafael Lopes
MEMBRO SENIOR
Mensagens: 1139
Registrado em: 22 Dez 2008, 20:14
Localização: No meio entre V. Jacuí e Ponte Rasa, São Paulo.
Contact:

Re: "'Trem-bala é viável, não tem improviso'"

Mensagem não lida por Rafael Lopes » 16 Nov 2010, 19:30

Eu duvido é que essa geringonça saia até 2016, como o Governo está "correndo" (na verdade, fingindo que se importa) para tentar inaugurar.
Chegou o primeiro Cobrasma reformado!!!!!!!


Jorge Luis
MEMBRO PLENO
Mensagens: 578
Registrado em: 06 Mar 2009, 12:56

Re: "'Trem-bala é viável, não tem improviso'"

Mensagem não lida por Jorge Luis » 18 Nov 2010, 07:56

em velocidade logico que é o avião, mas tem pessoas que vão preferir ficar 2h num trem do que esse tempo no aeroporto e no avião, a minha duvida é se havera demanda para um dia inteiro.
O mesmo passageiro que entra no trem, é o mesmos que desçe nas proximas estaçoes

Avatar do usuário

Correia431M
MEMBRO MILLENIUM - SENIOR
Mensagens: 1063
Registrado em: 14 Set 2008, 01:10
Localização: Vila Matilde - Linha 3 Vermelha
Contact:

Re: "'Trem-bala é viável, não tem improviso'"

Mensagem não lida por Correia431M » 18 Nov 2010, 18:04

Lógico que não vai Jorge.

Esse TAV, é uma utopia. É só pra justificar a gastação e mau uso do dinheiro publico.
***Dom Moreira 1178***

Instagram: @dommoreira1178
Twitter: @DomMoreira1178

Responder Exibir tópico anteriorExibir próximo tópico

Voltar para “PROPOSTA (BRASIL) - TAV SP-RJ”