Linha de trens na região Leste de BH será modernizada

Discussões sobre Projetos e Obras em andamento, e também propostas de novos projetos.

Moderador: ArqPaulo

Avatar do usuário

Autor do tópico
Inconfidente
MEMBRO PLENO
Mensagens: 560
Registrado em: 05 Jun 2008, 14:13
Localização: Belo Horizonte

Linha de trens na região Leste de BH será modernizada

Mensagem não lida por Inconfidente » 24 Out 2009, 10:17

Daniel Antunes - Estado de Minas

Beto Novaes/EM/D.A Press - 14/8/07
Imagem
Trecho sinuoso conhecido como Curva do Cachorro Magro será eliminado, com a construção de viaduto.

Uma reunião marcada para quarta-feira, entre a Prefeitura de Belo Horizonte e executivos da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), acertará os detalhes da obra de revitalização e modernização do trecho de 8,3 quilômetros da ferrovia entre os bairros Horto e General Carneiro, na Região Leste de BH. O projeto de transposição da linha férrea está orçado em R$ 200 milhões e será executado já no ano que vem. Ele é apontado como solução para um antigo gargalo no transporte ferroviário em Minas Gerais: a sinuosidade do traçado do trecho, construído em 1890, que limita a velocidade do transporte. A estimativa é de que as obras de investimento em infraestrutura urbana beneficiarão mais de 250 mil moradores dos 10 bairros localizados ao redor, principalmente na Região Leste, por meio da instalação de passarelas e viadutos, pavimentação de ruas e a construção de áreas verdes e de lazer. Toda a obra deve ser concluída em um ano.

Na semana passada, a Advocacia Geral da União (AGU) emitiu parecer favorável autorizando a Vale a executar a obra. O documento foi assinado pelo procurador Luiz Fernando Albuquerque Faria, que entendeu que o acordo proposto pela Vale é favorável à União pelo princípio da economicidade. “Era um entrave entre a Vale e a União que se arrastava por mais de uma década e que agora está próximo de ser resolvida. Comparo essa obra com a linha verde pelo volume de investimentos e a melhora na qualidade de vida das pessoas que vivem no entorno da ferrovia”, afirmou o vice-prefeito Roberto Carvalho (PT). O documento também tem o parecer favoravel do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).

Segundo Carvalho, o projeto contempla a construção de uma ponte para o tráfego de veículos no Bairro Caetano Furquim e um viaduto ferroviário na Avenida Itaituba, no Bairro São Geraldo. A Avenida Souza Aguiar, no mesmo bairro, será refeita. No local estão previstas obras de drenagem e pavimentação. “Além disso, toda a extensão urbana da ferrovia será cercada para dar mais segurança à população. Será construído um novo viaduto ligando a Avenida dos Andradas ao Bairro Caetano Furquim”, comentou o vice-prefeito. Passarelas para regularizar o trânsito de pedestres entre os bairros Horto e General Carneiro, passando pelo Caetano Furquim serão erguidas.

No entanto, uma das obras mais comemoradas é a eliminação do trecho conhecido como “curva do cachorro magro”, que corta o Bairro Casa Branca, na divisa com Sabará. O local é conhecido pelos frequentes acidentes e ganhará um viaduto em linha reta. Em março de 2000, 11 vagões com combustível tombaram. De acordo com a assessoria de imprensa da FCA, a empresa não vai se pronunciar por enquanto sobre o assunto.

http://www.uai.com.br/UAI/html/sessao_2 ... erna.shtml

Avatar do usuário

Autor do tópico
Inconfidente
MEMBRO PLENO
Mensagens: 560
Registrado em: 05 Jun 2008, 14:13
Localização: Belo Horizonte

Mensagem não lida por Inconfidente » 24 Out 2009, 10:24

O interessante é que essa curva é mais antiga que Belo Horizonte. Enquanto BH foi inaugurada em 1897, este trecho foi construído 7 anos antes, em 1890.

Pretendo fazer uma pesquisa mostrando a importância da ferrovia para a construção da primeira cidade planejada do Brasil. A cidade, mesmo antes de sua fundação, já contava com estação ferroviária e o material para sua construção foi trazido pela ferrovia.

Responder Exibir tópico anteriorExibir próximo tópico

Voltar para “OBRAS, PROJETOS, PLANEJAMENTO & INFRA-ESTRUTURA”