Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Discussões sobre transporte ferroviário brasileiro em geral.
Avatar do usuário

Autor do tópico
Pablo ITT
MEMBRO PLENO
Mensagens: 824
Registrado em: 02 Jan 2009, 11:50
Localização: Rio de Janeiro, RJ

Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por Pablo ITT » 21 Abr 2009, 15:35

Seminário, “Rio de volta aos Trilhos”:

Folder
Imagem

• Não puderam comparecer.

Resumo;
DE VOLTA AOS TRILHOS.
BONDES
1. Modernização do sistema de catenária dos bondes de Sta. Teresa, e possível ligação com o Cosme Velho.

TRENS
2. Contorno da Baía de Guanabara por trilhos.
3. Ligação Sta Cruz ao Porto de Sepetiba.
4. Macaé reativação de 24 km de trilhos que circundam a cidade.
5. Campos – Macaé – Quissamã TUD p/ integração regional.
6. Antecipação da duplicação BR 101 entre Campos e divisa com o Espírito Santo - transporte rodoviário.
7. Em 16/04/09 assinatura do contrato de compra de trens chineses cujo valor foi a metade dos preços comprados pela CTPM e 1/3 dos comprados para Brasília, devido à crise mundial em que os preços caíram.
8. 02 trens recuperados pela IESA.

METRÔ
9. No metrô são 180 carros e mais 114 novos provenientes da China (produziu 1.800 carros p/ TAV e mais 16 novas linhas).
10. Integração das linhas 01 e 04 com a unificação dos sistemas tecnológicos podendo as composições da l 04 utilizarem as oficinas existentes.
11. Integração com bicicletários / estações (metrô e Supervia). Apresentação do projeto fluminense em NY.

TAV
12. Região da Leopoldina cerca de 11 milhões de m² para retorno financeiro imobiliário.
13. Estimativa – 30 milhões de passageiro /ano.

MAGLEV COBRA.
14. Ligação GIG SDU reunião com reitor da UFRJ, 1º passo será o início da implantação dos primeiros 100 metros em agosto no Fundão, depois toda a ilha pra finalmente a ligação definitiva.

PAINEL TRANSPORTES METROPOLITANOS SOBRE TRILHOS

15. Unificação das bibliotecas da CBTU e da Antiga RFFSA.
16. Falta ação política para pedir e implantar projetos para a CBTU, tanto no estado quanto nas prefeituras.
17. Geração de trabalho e renda com a implantação de trens turísticos.
18. Estudo para a criação de grupos de mobilidade urbana com apoio do CREA.

ESTRADA DE FERRO MAUÁ: Projeto de Reativação

19. Prioridade na revitalização da 1ª ferrovia brasileira, não apenas uma reforma, que já foram quatro e depois volta à estaca zero.
20. O planejamento foi dividido em módulos:
o Reconstrução do cais e entorno.
o Revitalização da via em duas fases.
o Chegada ao cais pelo trajeto original via Baía de Guanabara, partindo da Praça Mauá ou Praça XV. Para isto é necessária a dragagem de parte do caminho, o que depende de altos investimentos.

EXPRESSO IMPERIAL: Reativação da Ligação Petrópolis Rio

21. Implantação do leito original, outrora Estrada Real (caminho novo).
22. Partida da estação Barão de Mauá até próximo à Rua Teresa, diariamente como trem regional e final de semana compartilhando com o turismo.
23. Parceria com a Supervia para utilização do leito.

TURISMO FERROVIÁRIO.

24. Necessidade de projetos a nível estadual e nacional.
25. Mobilização da sociedade.
26. Concursos escolares para divulgação do patrimônio existente e do próprio sistema ferroviário a ser implantado e modernizado.
27. Implantação nos municípios que dispuserem de acervo de exposições e/ ou museu.
28. Trem noturno de passageiros da Vale.

O TREM DE ALTA VELOCIDADE RIO SÃO PAULO

29. Escolha do melhor traçado e paradas baseados na técnica e na economia e não política.
30. Escolha da melhor e mais recente tecnologia, não cometer os erros do passado em adquirir modelos ultrapassados.
31. Apresentação do MAGLEV Cobra (urbano) e MAGLEV BR (alta velocidade).

________________________________________________________________________
Aberto a debates.

Avatar do usuário

Espartano_bsb
USUÁRIO JR
Mensagens: 81
Registrado em: 23 Fev 2009, 21:15
Localização: DF

Re: Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por Espartano_bsb » 21 Abr 2009, 21:27

Esse evento sobre trilhos deve ter sido bem interessante. Qualquer esforço nesse sentido é muito válido e super bem-vindo

Avatar do usuário

AGV
FUNDADOR
Mensagens: 3147
Registrado em: 29 Mar 2008, 02:55
Localização: SÃO PAULO - SP
Contact:

Re: Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por AGV » 22 Abr 2009, 11:19

Excelente seminário.


Só bato na tecla do tal "modelo ultrapassado" com relação ao TAV, pois isto serve muito mais de "justificativa" para não se fazer nada, no final das contas...

Neste caso, não há "tav ultrapassado" (A não ser que fosse o protótipo do 1o TGV existente no mundo, o que definitivamente não é o caso).

Todos os que estão operacionais operam sob o mesmo princípio, com exceção daqueles que atingiram sua durabilidade.

Tecnologia ultrapassada hoje, seria implantar bitola métrica, em traçados que já temos por aqui, ou utilizar "locobreque" nas descidas.

No mais precisamos/ há demanda de/para todas as modalidades ferroviárias disponíveis no mundo, uma vez que transformaram nossa infra em sucata.
Temos simplesmente tudo por fazer em ferrovias por aqui.

Avatar do usuário

Autor do tópico
Pablo ITT
MEMBRO PLENO
Mensagens: 824
Registrado em: 02 Jan 2009, 11:50
Localização: Rio de Janeiro, RJ

Re: Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por Pablo ITT » 22 Abr 2009, 11:44

^^ ^^
Concordo contigo. Este "modelo ultrapassado" pode ter dois sentidos.

Avatar do usuário

Pranda
USUÁRIO JR
Mensagens: 342
Registrado em: 04 Abr 2009, 20:14
Localização: São Paulo - Capital

Re: Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por Pranda » 22 Abr 2009, 20:24

AGV escreveu:No mais precisamos/ há demanda de/para todas as modalidades ferroviárias disponíveis no mundo, uma vez que transformaram nossa infra em sucata.
Temos simplesmente tudo por fazer em ferrovias por aqui.


Esta é a nossa realidade, o resto é conversa política.
O trem que chega É o mesmo da partida A plataforma dessa estação É a vida desse meu lugar

Avatar do usuário

Autor do tópico
Pablo ITT
MEMBRO PLENO
Mensagens: 824
Registrado em: 02 Jan 2009, 11:50
Localização: Rio de Janeiro, RJ

Re: Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por Pablo ITT » 26 Abr 2009, 12:11

Finalmente encontrei no RailPictures.Net o exemplo dado como alternativa para a subida da serra de Petrópolis para a proposta do Expresso Imperial.
Imagem

:X: :X:

Avatar do usuário

Pranda
USUÁRIO JR
Mensagens: 342
Registrado em: 04 Abr 2009, 20:14
Localização: São Paulo - Capital

Re: Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por Pranda » 27 Abr 2009, 12:24

^^
você poderia nos falar mais sobre ele ?
O trem que chega É o mesmo da partida A plataforma dessa estação É a vida desse meu lugar

Avatar do usuário

Autor do tópico
Pablo ITT
MEMBRO PLENO
Mensagens: 824
Registrado em: 02 Jan 2009, 11:50
Localização: Rio de Janeiro, RJ

Re: Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por Pablo ITT » 27 Abr 2009, 20:14

Pelo que foi esplanado eles devem entrar em contato com os suíços que detém knowhow para estas questões de trilhos e montanhas. Este exemplo foi dado como ilustração, foi o único slide de trem típico para o local, o restante da palestra foi enfocado o trajeto, o custo benefício e a parte histórica.

Avatar do usuário

Renanfsouza
COORDENADOR
Mensagens: 2507
Registrado em: 05 Jun 2008, 10:54
Localização: Rio de Janeiro/RJ

Re: Seminário: Rio de Volta aos Trilhos - pequeno resumo

Mensagem não lida por Renanfsouza » 30 Abr 2009, 22:53

Eu achei que isso fosse tecnologia dominada pelos brasileiros. Não podemos esquecer que a primeira ferrovia do Brasil, a EF Barão de Mauá, já vencia a serra há mais de 100 anos.

E a EF Corcovado, ídem. Será que o aclive da serra de Petrópolis é maior do que o vencido pelo Trem do Corcovado ?

Eu sei que hoje a tecnologia é outra, mas será que não temos o knowhow aqui mesmo ?
Central-Caxias: 1:30 de trânsito pela Linha Vermelha. Ou 29 minutos pela Supervia.

Responder Exibir tópico anteriorExibir próximo tópico

Voltar para “ARTIGOS, NOTÍCIAS E TEXTOS”